Análise: “Prometheus”, um visual bonito e só…

Infelizmente, essa é minha opinião. O filme tem um visual genial, na verdade a primeira cena do filme é a mais bonita delas, uma cachoeira gigantesca num enquadramento bem sacado e uma fotografia que a mim agradou muito.  Mas ai começa todo o enredo, o mistério e essa é provavelmente a parte do filme que você deveria começar a ficar interessado e…Bem, isso não acontece.  Na verdade quando os personagens chegam ao tal planeta que chamam de “Origem”, uma lua muito distante da Terra que, ao que tudo indica, é lá que seres extraterrestres nos criaram, eu comecei a tentar ver o tal “prequel” do Alien que haviam tanto falado e….Bem, isso não acontece. Concordo que estava na pilha de ver o filme, por que era Ridley Scott retornando ao gênero que fez dele “O Cara” no cinema (Também depois de Blade Runner  qualquer um teria medo de fazer outro filme no gênero, e por isso acho demorou tanto), e sei que geralmente  quando alguém entra com essa expectativa no cinema, quase nunca sai exatamente feliz. (Isso só aconteceu comigo quando fui ver o “Matrix”, saí de lá sem palavras). Maaas mesmo assim esperava um pouco mais de diversão, de suspense e sinceramente, de Alien. Abordo de uma nave que dá nome ao longa, uma equipe de 17 pessoas viajam até tal Lua para conhecer o que chamam de “Engenheiros”, uns Et´s lá que criaram a humanidade , e perguntar por que raios criaram seres tão bobos. Ai chegando lá tudo dá errado, gente morre aqui, gente morre lá, mas nada realmente impressionante. Uma tensão até meio superficial eu acho. E a única cena realmente legal é quando “Elizabeth Shaw”, a principal pesquisadora e relativamente culpada por levar todos à morte certa, tem que usar uma máquina pirotécnica pra tirar um alienígena de dentro do seu ventre enquanto ela ainda está consciente. Nessa cortam-lhe a barriga e vem sangue pra tudo que é lado enquanto o alienígena sai vivo e querendo botar pra fuder e ela tem que sair por ai com a barriga recém costurada e toda reamelada se sangue. E estranho resumir o filme a isso, e se prestarem a atenção, não me estendi muito no enredo porque bom…é fraco. Partindo disso, “Prometheus” é menos do que esperava, tem mortes sem qualquer emoção, um visual muito legal e criativo, infelizmente uma história desinteressante e acredite, termina sem algumas respostas.

Agora antes de me mandar a merda por tudo que eu disse (sério, eu mandaria se visse alguém falando assim de Ridley Scott e não tivesse visto o filme) assista o filme e agente debate pelos comentários…Quem sabe alguém me convence do contrário 😉

Anúncios

Sobre blogicine

Viciado em cinema, como qualquer pessoa normal.

Publicado em 19/06/2012, em Uncategorized e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Pelo jeito e uma merda, fico triste pelo Ridley Scott

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: